Classificação do Campeonato Pernambucano

Veja abaixo os resultados da 12ª rodada e como ficou a classificação do Campeonato Pernambucano após os jogos.

Resultados

Santa Cruz  6×1  Sete de Setembro

Cabense  1×0  Ypiranga

Porto  3×2  Salgueiro

Araripina  0x3  Sport

Náutico  1×1  Vera Cruz

Classificação

  Time PG JG V E D GP GC SG
Sport 26 12 07 05 00 25 10 +15
Cabense 24 12 08 00 04 17 11 +6
Náutico 21 12 06 03 03 16 12 +4
Santa Cruz 20 12 06 02 04 22 16 +6
Central 18 12 05 03 04 12 12 00
Porto 17 12 05 02 05 19 19 00
Salgueiro 16 12 05 01 05 15 17 -2
Vitória 17 12 05 02 05 18 21 -3
Ypiranga 13 12 03 04 05 14 14 00
10º Vera Cruz 11 12 02 05 05 16 19 -3
11º Araripina 10 12 03 01 08 11 19 -8
12º Sete de Setembro 07 12 01 04 07 10 25 -15

 

Legenda:

PG – Pontos Ganhos

JG – Jogos disputados

V – Vitórias

E – Empates

D – Derrotas

GP – Gols Pró(Gols Marcados)

GC – Gols Contra (Gols Sofridos)

SG – Saldo de Gols

Zona de Classificação para a Semifinal

Zona de Classificação para o Troféu do Interior

Zona de rebaixamento

Anúncios

Náutico tropeça no Vera Cruz

O Náutico não conseguiu vencer o Vera Cruz nos Aflitos. O Alvirrubro ficou apenas no empate. E por pouco não sai de campo derrotado, o time adversário perdeu um pênalti nos minutos finais. Com esse resultado, o Náutico segue em 3º lugar com 21 pontos. Já o Vera Cruz deixou a zona do rebaixamento e agora ocupa a 10ª posição, tendo conquistado 11 pontos até o momento.

Desede o início do jogo o Náutico não conseguia armar jogadas ofensivas que assustassem o adversário. O jeito foi apostar nas bolas paradas. E aos oito minutos, Hélton Luiz cobrou falta, o goleiro deu rebote e Vinicius na cara do gol chutou para fora. O time do Vera Cruz se defendia bem e surpreendeu aos 22 minutos. Rafael Freitas tocou para Gilberto que deixou para Vassoura driblar o zagueiro e bater de esquerda no caonto do goleiro Gledson. O Náutico seguiu pecando na armação de jogadas e novamente só assustou em cobrança de falta. Aos 26 minutos, Hamílton cobrou e a bola explodiu na trave. Aos 45 minutos, Everton chegou a marcar o segundo gol do Vera Cruz, mas foi anulado por impedimento.

Na segunda etapa, o timbu continuou sem se encontrar em campo. O que automaticamente fazia com que o Vera Cruz fosse melhor e tivesse mais chances para ampliar. Aos dez minutos, Alcimar chutou e a bola balançou as redes, mas por fora. O timbu conseguiu chegar ao empate aos 19 minutos. Thiaguinho entrou pela lateral da área e bateu cruzado, Gideão espalmou e Hélton Luiz aproveitou o rebote para mandar para o fundo do gol. O Náutico se animou e tentou na base da raça chegar ao desempate, mas não conseguiu criar chances de perigo. O Vera Cruz se fechou e tentou explorar os contra-ataques. E aos 41 minutos, o time visitante teve a chance da vitória. O juiz Antônio Hora Filho marcou pênalti em cima de Felipe. Alcimar bateu rasteiro e Glédson defendeu sem dar rebote. Foi o último lance de perigo do jogo. O Náutico completou quatro jogos consecutivos sem vencer na competição.

Opinião

O Empate foi muito ruim para o Náutico. O timbu não consegue vencer há quatro jogos e corre sério risco de perder a 3ª colocação na próxima rodada. No jogo deste domingo, 28, o time mostrou muita afobação, muita garra, porém pouca técnica. Nem quando Gallo colocou mais dois meias em campo para tentar organizar a criação, o time não rendeu. O novo treinador alvirrubro terá muito trabalho para fazer a equipe crescer. E a resposta do elenco tem que ser rápida, pois o campeonato está se afunilando e os times do interior estão crescendo muito.

Na próxima rodada, o timbu vai ao Sertão enfrentar o Salgueiro no Cornélio de Barros na quarta-feira, 03, às 20h30. No mesmo dia e horário, o Vera Cruz recebe o Porto no Carneirão.

Cabense mantém vice-liderança

Um gol salvador nos últimos minutos deixou a Cabense na vice-liderança da competição. O time azulino sofreu para derrotar o Ypiranga por 1×0 no Cabo. A equipe do técnico Rogério Zimmerman tem 24 pontos, dois a menos que o Sport. Já o Ypiranga fica no 9º lugar com 13 pontos conquistados.

A Cabense teve a chance de abrir o marcador no primeiro tempo, mas Clebson perdeu um pênalti. Porém nos minutos finais do segundo tempo, o mesmo Clebson marcou o gol da vitória azulina. Na próxima rodada, a Cabense encara o Sete de Setembro, em Garanhuns. Já o Ypiranga recebe o Araripina em Santa Cruz do Capibaribe. As duas partidas serão realizadas na quarta-feira, 03, às 20h30.

Porto consegue virada diante do Salgueiro

O Porto conseguiu uma vitória heróica em Caruaru. O Gavião do Agreste derrotou o Salgueiro por 3×2, de virada. O time saiu perdendo por 2×0 e reverteu a situação. Brilhou a estrela do atacante Rogério. O Resultado deixou o Porto na 6ª posição com 17 pontos ganhos. Já o Salgueiro caiu para o 8º lugar com um ponto a menos que o adversário.

O Salgueiro saiu na frente com Caio, depois França marcou o segundo gol do Carcará cobrando pênalti. Aí começou a brilhar a estrela de Rogério. Ainda no primeiro tempo ele marcou dois gols, ambos em cobrança de pênalti. E no segundo tempo ele apareceu para marcar um golaço e decretar a virada do Porto. Na próxima rodada, o Porto encara o Vera Cruz no Carneirão e o Salgueiro joga contra o Náutico no Cornélio de Barros. Os dois jogos acontecem na quarta-feira, 03, às 20h30.

Central derrota o Vitória

No duelo pela 5ª colocação do Campeonato Pernambucano, o Central levou a melhor. Mesmo fora de casa o alvinegro derrotou o Vitória por 2×1 no Carneirão. Com o resultado, o Central ficou com o 5º lugar, tendo 18 pontos. Já o Vitória caiu para a 7ª posição com um ponto a menos.

O Central abriu o placar com Sidney, Felipe Espada ampliou e depois Bruno Garcia diminuiu para o tricolor das tabocas. Na próxima rodada, o Central recebe o Santa Cruz no Lacerdão às 21h50 de quarta-feira, 03. Enquanto que o Vitória vai enfrentar o Sport na Ilha do Retiro, no mesmo dia às 20h30.

Sport vence o Araripina

O Sport conseguiu uma importante vitória no Campeonato Pernambucano. O Leão foi ao Sertão e derrotou o Araripina por 3×0. Com o resultado, o time rubro-negro permanece na liderança da competição, agora com 26 pontos ganhos. Já o time sertanejo caiu para o 11º lugar, entrando na zona do rebaixamento.

O Primeiro tempo acabou sendo equilibrado. O Sport tomou a iniciativa e abriu o placar aos oito minutos. Dairo chutou da entrada da área, a bola desviou no zagueiro e enganou o goleiro e foi para o fundo das redes. O time rubro-negro continuo em cima. E aos 16 minutos, Eduardo Ramos recebeu livre e tentou encobrir o goleiro Danilo que desviou a bola e o zagueiro Márcio conseguiu salvar a bola.  Depois o Araripina resolveu reagir e criou várias oportunidades em busca do empate. Foram cerca de seis chances disperdiçadas. A primeira delas foi com o atacante Cristovão que aos 23 chutou, Magrão fez grande defesa e no rebote o próprio atacante chutou para fora. As outras chances foram chutes de Dunga, Péricles e o próprio Cristovão que passaram perto da trave. Aos 44 minutos, o zagueiro Régis chutou e Magrão fez outra grande defesa, salvando o Sport de tomar o empate.

No segundo tempo, o Sport foi soberano. Logo no primeiro minuto fez o segundo gol. Após cobrança de falta, Tobi cabeceia, a bola para na poça da água e Igor se aproveita para mandar a bola para as redes. Aí o Araripina sentiu o golpe e não conseguiu reagir. O Leão passou a jogar como quis e ser o mais ofensivo em campo. Aos cinco minutos, Eduardo Ramo entra na área e bate cruzado, a bola passa raspando a trave. Os chutes do Araripina não eram tão perigosos e o goleiro Magrão tinha facilidade para defender. Aos 26 minutos, o Sport marcou o terceiro gol. Eduardo Ramos toca para Dairo que gira e bate forte para o gol. Depois disso o leão só administrou o resultado. Ainda acertou a trave em um chute de Eduardo Ramos aos 40 minutos. E finalmente os rubro-negros puderam comemorar uma vitória no estadual, depois de três empates seguidos.

Opinião

O Sport mereceu a vitória pois foi o melhor em campo. No primeiro tempo, a equipe começou bem e depois acabou permitindo que o adversário tomasse conta do jogo. O Araripina cresceu e teve várias chances e por pouco não empatou.  E o time sertanejo deu bastante trabalho aos líderes do campeonato. Na segunda etapa, a história foi diferente. O Sport arrumou-se na marcação e não deu tanto espaço para os donos da casa. Com sua superioridade técnica imposta, o leão não teve trabalho para garantir sua vitória. O Araripina, apesar de ter feito um bom primeiro tempo, demonstrou falta de qualidade e que vai seguir apenas brigando contra o rebaixamento.

Na próxima rodada, o Sport recebe o Vitória na Ilha do Retiro. Já o Araripina encara o Ypiranga em Santa Cruz do Capibaribe. As duas partidas acontecem na próxima quarta-feira, 03, às 20h30.

Santa Cruz goleia o Sete de Setembro

O Santa Cruz não tomou conhecimento do Sete de Setembro. Neste sábado, 27, o tricolor aplicou a maior goleada do Campeonato Pernambucano até o momento. O Santa venceu por 6×1 e assumiu, provisoriamente, a 3ª colocação do estadual com 20 pontos. O Resultado deixou o Sete de Setembro ainda mais perto de confirmar o rebaixamento. A equipe setembrina segue na última colocação coma apenas sete pontos ganhos.

O tricolor foi avassalador. E logo aos quatro minutos abriu o placar. Leo lançou Brasão que tocou para Élvis bater na saída do goleiro e fazer o gol. O Sete de Setembro não conseguiu ter força para reagir ao golpe inicial. E aos 16 minutos, o Santa ampliou com Souza que driblou o zagueiro e chutou. A bola ainda desviou no goleiro ante de entrar. Aos 21 minutos, Brasão disperdiçou uma grande chance de aumentar. Ele acertou uma cabeçada no travessão.

O Santa continuou dominando a partida sem dar chances ao adversário. E aos 34 minutos aconteceu o terceiro gol tricolor. Souza recebe a bola na área, dribla o goleiro, mas se complica no lance e quando bate Sílvio consegue tirara. No rebote Elvis manda para o fundo das redes. Empolgado, o tricolor continuou em cima e fez o quarto gol aos 39 minutos com Leandro Cardoso de cabeça, após cruzamento de Gilberto Matuto. O Sete de Setembro conseguiu reagir no fim da primeira etapa e Jardel cruzou para Leonardo diminuir o placar aos 41 minutos.

No segundo tempo, o Santa voltou mais disposto a segurar o resultado. E tirar proveito da fragilidade do adversário para ampliar o placar. O Sete de Setembro tentou tomar a iniciativa, mas não obteve sucesso. O time setembrino viu a situação ficar mais complicada aos 24 minutos com a expulsão do meia Alix, que tinha entrado no começo da etapa. E para piorar o goleiro Silvio machucou o joelho e teve que ficar em campo, pois o time não podia mais mexer.

E o Santa se aproveitou da situação. Aos 32 minutos, após um bate-rebate a bola sobrou para Souza chutar e marcar o quinto gol tricolor. A festa ainda era grande pelo gol anterior, quando Brasão, um minuto depois, acertou uma bomba no ângulo e marcou um golaço fazendo 6×1. A partir daí só foi festa. O tricolor do Arruda ouviu sua torcida gritar olé com o seu toque de bola. E ainda teve uma grande chance de marcar o sétimo. Com um tiro livre indireto cobrado dentro da área, mas o goleiro Sílvio salvou. Aí foi só o juiz apitar e os tricolores comemoraram mais uma vitória. É a quarta seguida.

Opinião

O Santa jogou de forma leve e envolvente. Fazia tempo que não se via o tricolor joga assim. O time cometeu poucos erros de marcação, mas que nem de longe mancham o bom futebol apresentado. É verdade que o Sete de Setembro é fraco tecnicamente, mas o Santa vem evoluindo bastante desde quando Dado assumiu o time. Se continuar do jeito que está, finalmente o tricolor vai voltar a ser candidato ao título estadual.

Na próxima rodada, o Santa joga quarta-feira, 03, às 20h30. contra o Central em Caruaru. Já o Sete de Setembro encara a Cabense no mesmo dia e horário.