Náutico goleia e se classifica

Mesmo sem muito apoio da torcida, mesmo com toda crise e com os protestos, o Náutico venceu. O timbu superou todas as adversidades e goleou o Central por 4×1. O resultado classificou o time alvirrubro para as semifinais do Campeonato Pernambucano. O Náutico voltou ao 2º lugar com 37 pontos ganhos. Já o Central permanece na 5ª colocação com os mesmos 28 pontos. De quebra, a vitória alvirrubra garantiu o Santa Cruz na semifinal do estadual e na Série D do Campeonato Brasileiro.

O Náutico começou muito bem o jogo partindo para o ataque com mais frequencia. Mas, por falta de qualidade, o time demorou para chegar com perigo. E quando chegou, abriu o placar. Aos 14 minutos, Carlinhos Bala fez boa jogada e bateu cruzado. Bruno Meneghel se antecipou aos zagueiros e desviou para o fundo das redes. Dois minutos depois, o mesmo Carlinhos Bala jogou a bola no rosto do jogador do Central e foi expulso pelo árbitro Carlos Costa. O Central aproveitou o fato de ter um homem a mais e cresceu na partida. E o time da casa ficou afobado tento para atacar como para defender. Aos 25 minutos, Gustavo se atrapalhou e saiu mal na bola. Rafinha chutou e Daniel salvou em cima da linha. O time de Caruaru não empatou por falta de capricho no último passe. O Náutico pouco cruzou e não ameaçou a meta centralina.

No segundo tempo, o Náutico voltou infinitamente melhor. O timbu foi com tudo para cima e pressionou o Central em busca do segundo gol. E a pressão surtiu efeito aos 12 minutos. Daniel cobrou falta e Vinicius subiu na área para cabecear e mandou no fundo do gol. O Central não se abateu e logo descontou o placar. Aos 14 minutos, Elton cobrou falta com perfeição e diminuiu o marcador. O time centralino se empolgou e foi em busca do empate, mas esbarrava na falta de qualidade nas conclusões de jogadas. Aos 19 minutos, Elton cobrou outra falta, a bola bateu na barreira e no rebote Souza pegou errado e o chute foi para fora.

O Náutico esfriou a reação dos visitantes a partir dos 23 minutos. Geílson foi derrubado na área por Fernando Pires. O juiz marcou o pênalti e expulsou o jogador centralino. Bruno Meneghel foi para a cobrança e mandou uma bomba, sem chances para o goleiro Izaías.  Aos 30 minutos, Daniel entrou na área e foi derrubado por Izaías. O juiz Carlos Costa macou pênalti de novo. Na cobrança Geílson bateu no canto contrário do goleiro e fez 4×1 para o Náutico. Aí o Central tentou, mas não teve força nem qualidade para diminuir o placar. O Timbu apenas administrou o resultado e viu a torcida lhe apoiando no final e comemorando a classificação, antecipada, para as semifinais.

Opinião

O Resultado foi justo, pois valorizou o time mais competente nas finalizações. Porém o Náutico continua devendo um bom futebol. O placar esconde um pouco o que foi apresentado pela equipe em campo. Se quiser ser campeão, o alvirrubro de Rosa e Silva precisa aprimorar. Hamílton deu mais qualidade na marcação do time no segundo tempo. Isso ajudou na manutenção do resultado. Gallo terá esses dois últimos jogos para testar a equipe e aperfeiçoá-la antes das semifinais.

O time está de parabéns, por na raça, conquistar a vaga nas semifinais durante toda a fase classificatória. E que essa vitória sirva de exemplo para o time se reerguer na competição. Pode ser o estímulo necessário para sair da crise e crescer na luta pelo título.

Na próxima rodada, o Náutico enfrenta o Porto no domingo, 11, às 16hs em Caruaru. Já o Central irá jogar contra o Ypiranga no Sabádo, 10, às 20hs também em Caruaru.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: