Avaliação dos jogadores

A partir desta quinta-feira, 22, o Blog Pernambuco Nas Quatro Linhas vai apresentar várias novidades para você. E uma delas é a avaliação do desempenho dos jogadores dos times pernambucanos nas competições nacionais. A princípio, a avaliação será feita apenas em jogos realizados no Recife e/ou em jogos transmitidos pela tv. E será feita apenas em jogos de competições nacionais, portanto não haverá no Campeonato Pernambucano.

Vamos então à avaliação dos jogadores do Sport na partida contra o Atlético-MG:

Magrão – Seguro como sempre. Falhou um pouco no primeiro gol, mas não teve culpa no segundo. Na etapa final foi bem quando exigido e segurou o resultado. Nota: 5,5

Igor – Foi o mais seguro dos zagueiros, mas ainda assim ficou devendo em relação ao que sabe jogar. Nota 4,5

Cesár – Muito mal na marcação. Os dois gols foram nas suas costas. Tem muito o que melhorar. Nota: 3,5

Ricardinho – Entrou com disposição, mas faltou qualidade técnica. Ajudou muito na criação, mas ficou devendo na hora do passe final para os atacantes. Nota: 4,5

Tobi – Deu algumas bobeiras no primeiro tempo. Melhorou um pouco na etapa final, mas não convenceu. Nota: 4

Júlio Cesár – Foi muito mal, pior do Sport em campo. Não mostrou ainda para que veio para a Ilha do Retiro. Apoia mal, tem um passe muito ruim e marcação fraca. Nota: 2

Eduardo Ratinho – Entrou no final, não tinha muito o que fazer. Não foi bem no apoio e só atrapalhou os ataques. Nota: 3,5

Daniel Paulista – Não foi bem. Muito abaixo do seu potencial. Deu muita liberdade em alguns momentos. Nota 4,5

Zé Antônio – O Melhor do time em campo. Deu garra, tinha determinação. Cumpriu bem sua função de marcação. Foi o mais seguro em campo. Nota: 7

Eduardo Ramos – Começou muito afobado. Depois se acalmou e passou a ser o centro dos ataques do Sport. Mas passou longe do Eduardo Ramos maestro do time do Sport. Cansou no final do primeiro tempo e passou a segunda etapa apagado. Nota: 4

Dairo – Prende demais a bola. Se atrapalha na hora de tentar concluir as jogadas. Há muito tempo que não vem merecendo ser o titular no ataque. Nota: 3,5

Pedro Júnior – Pouco acrescentou ao time. Tentou ser uma presença na área em bolas aereas, mas não contribuiu em nada. Se atrapalhou com a bola quando recebeu em boas condições. Nota: 4

Ciro – Nervoso demais no primeiro tempo. Tomou um amarelo infantil e depois ainda deu um carrinho que se atinge era para cartão. Só recebia bola difícil e não conseguiu se livrar da marcação forte do adversário. Precisa melhorar para voltar a ser o Ciro, artilheiro do Pernambucano e que virou ídolo no clube. Nota: 4

Givanildo Oliveira – Colocar o time recuado já foi duvidoso, e manter o time mesmo com a derrota e a péssima qualidade do futebol apresentado pela equipe foi pior ainda. Pecou pela falta de ousadia e pela naturalidade que encarou a atuação abaixo do esperado do seu time. Nota: 3,5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: