Classificação da Série B

Veja como ficou a classificação da Série B após a 5ª rodada.

Resultados

ASA-AL  1×2  Coritiba-PR

Portuguesa-SP  2×0  Bragantino-SP

Paraná  1×0  Vila Nova-GO

Náutico  2×2  América-RN

Bahia  2×0  Sport

São Caetano -SP 3×1  Ponte Preta-SP

Guaratinguetá-SP  3×1  Santo André-SP

Brasiliense-DF  1×1  Figueirense-SC

Icasa-CE  3×1  Duque de Caxias-RJ

América-MG  4×0  Ipatinga-MG

Classificação

Posição Time PG JG V E D GP GC SG
Bahia 13 05 04 01 00 10 02 +8
Paraná 12 05 04 00 01 12 02 +10
América-MG 11 05 03 02 00 08 01 +7
Guaratinguetá 11 05 03 02 00 10 05 +5
Náutico 11 05 03 02 00 10 06 +4
Portuguesa 10 05 03 01 01 13 08 +5
São Caetano 08 05 02 02 01 09 07 +2
Brasiliense 08 05 02 02 01 07 05 +2
Coritiba 08 05 02 02 01 08 08 00
10º ASA 07 05 02 01 02 09 07 +2
11º Icasa 07 05 02 01 02 08 07 +1
12º Figueirense 07 05 02 01 02 05 05 00
13º Bragantino 06 05 01 03 01 04 05 -1
14º Ponte Preta 06 05 01 03 01 05 07 -2
15º Santo André 04 05 01 01 03 07 12 -5
16º Vila Nova 03 05 01 00 04 03 11 -8
17º América-RN 03 05 00 03 02 07 10 -3
18º Sport 01 05 00 01 04 04 11 -7
19º Duque de Caxias 00 05 00 00 05 04 12 -8
20º Ipatinga 00 05 00 00 05 03 16 -13

Legenda

JG – Jogos disputados

PG – Pontos Ganhos

V – Vitórias

E – Empates

D – Derrotas

GP – Gols Pró (Gols Marcados)

GC – Gols Contra (Gols Contra)

SG – Saldo de Gols

Zona de acesso à Série A

Zona de Rebaixamento para Série C

Anúncios

Análise dos jogadores do Sport

Abaixo a minha análise sobre o desempenho dos jogadores do Sport e do técnico na partida desta sábado, 29, contra o Bahia.

Magrão – Não teve muito trabalho e mostrou segurança. Não teve culpa nos dois gols. Nota: 5

Renato – Muito bem na partida. Mostrou disposição e que tem talento. Precisa de mais oportunidades para se encaixar bem no time titular. Nota: 6,5

Igor – Bem na marcação, cometeu apenas duas falhas coletivas com seu companheiro de zaga nos gols. Nota: 5

Cesár – Precisa melhorar. Teve uma atuação regular, mas continua apresentando algumas falhas técnicas. Nota: 4

Dutra – Muito bem. Precisa de apenas um melhor preparo físico para voltar a ser  o motorzinho da Ilha. Nota: 6

Tobi – A mesma segurança de marcação de sempre. Anulou as jogadas do Bahia. Poucos erros. Nota: 6

Moisés – Muito bem na marcação. Precisa melhorar o passe. Nota: 5

Germano – Mostrou disposição, muita vontade em ajudar. Marcou bem. Também precisa caprichar um pouco no passe. Nota: 5,5

Adriano Pimenta – Precisa apenas de  mais de ritmo de jogo. Tentou ajudar o máximo que pode, arriscou alguns chutes com qualidade. Nota: 6

Kássio – Entrou bem no jogo. Mostrou que pode ser útil quando Adriano Pimenta e Eduardo não estiverem com condições de ser titular. Levou perigo em duas jogadas, principalmente em uma quando chutou e o goleiro mandou para escanteio. Nota: 5,5

Eduardo Ramos – Melhorou um pouco em relação aos últimos jogos. Mas precisa caprichar na distribuição dos passes. Criou bastante, porém pecou na distribuição das jogadas. Nota: 5,5

Dairo – Não foi bem. Perdeu uma chance incrível de marcar um gol. Cara a Cara com o goleiro jogou para fora. Precisa melhorar muito para merecer permanência no elenco. Nota: 4,5

Pedro Júnior – Quando tocou na bola levou perigo ao adversário. Se movimentou bem. Nota: 5

Levi Gomes – Fez um excelente trabalho. Armou e escalou o time de maneira perfeita táticamente. Deu uma nova cara ao time e até uma certa qualidade na marcação. Não teve culpa pela derrota. Fez as alterações corretas. Nota: 7

Sport perde para o Bahia

Não foi dessa vez que o Sport saiu da crise na Série B do Campeonato Brasileiro. O time até jogou bem, mas acabou derrotado pelo Bahia por 2×0 pela 5ª roadada da competição. O Resultado deixou o time leonino na 18ª colocação com apenas um ponto ganho. Já o Bahia lidera a Série B com 13 pontos conquistados.

O Bahia tentou nos minutos iniciais do jogo impor seu ritmo. Mas o Sport não permitiu. E foi o time rubro-negro quem finalizou mais na etapa inicial. Logo aos oito minutos, a bola sobrou para Renato, mas o lateral leonino pegou mal na bola que subiu demais. Dois minutos depois quase sai o primeiro gol do Sport. Em um rápido contra-ataque, Dairo apareceu cara a cara com o goleiro. Mas ele perdeu o ângulo e resolveu ajeitar para Eduardo Ramos que chutou fraco e fácil para o goleiro Omar. Aos 21 minutos, boa troca de passes e Dairo ajeita para Adriano Pimenta. O meia entrou na área e chutou forte. Omar fez uma grande defesa.

A primeira finalização do Bahia só aconteceu aos 24 minutos. Abedi acertou um chute forte, Magrão defendeu com segurança. Quando o Sport estava controlando o jogo foi surpreendido. Aos 30 minutos, bola na área e Rogerinho chutou, a bola bateu em Cesár e voltou para o mesmo Rogerinho que mandou para o fundo do gol de Magrão. O gol esfriou um pouco o time do Sport. Entretanto o time rubro-negro continuou tendo mais posse de bola e os erros no último passe impediram as chances de empatar o jogo.

No segundo tempo, parecia que a história iria se repetir. O Sport tentou emplacar mais posse de bola e partir em busca do gol. Porém aos seis minutos veio mais um golpe. Em um rápido contra-ataque puxado por Rodrigo Grahl e Ávine, este último arrancou do campo de defesa e apareceu livre cara a cara com Magrão. Na entrada da área, o lateral do Bahia chutou forte, Magrão ainda espalmou, mas não evitou o segundo gol.

O Sport reagiu bem ao segundo gol. Aos 16 minutos, após cruzamento na área, Moisés cabeceou, a bola bateu no chão e foi por cima do gol de Omar. No minuto seguinte, a zaga baiana deu bobeira e Dairo apareceu sozinho frente a frente com o goleiro. Mas o atacante rubro-negro chutou por cima do gol, a bola bateu por cima da rede. O Leão continuou em cima. E aos 31 minutos, Pedro Júnior recebeu na área, driblou o zagueiro e chutou. Omar fez uma grande defesa e evitou o primeiro gol do Sport.

A insistência rubro-negra era graande, mas o Bahia se segurou bem e faltou um pouco mais de tranquilade para o Sport chegar o gol.  O último lance de perigo foi um chute de Kássio cobrando falta, Omar espalmou para escanteio. No final o time leonino teve que amargar mais uma derrota na competição.

Opinião

O Resultado foi completamente injusto. O Sport merecia pelo menos um empate. A equipe marcou bem, só pecou na hora do último passe e da finalização. Tomou o primeiro gol quando jogava muito melhor do que os donos da casa. Aliás o Leão foi superior na maior parte do jogo. O Bahia chegou poucas vezes e foi mais eficiente e por isso conseguiu a vitória.

Foi a melhor partida do Sport na Série B. Mas o time ainda pode render bem mais, mostrou que tem potencial de reação. Só falta aprimorar os passes e a finalização. A Evolução tática e técnica já é um bom sinal para a torcida rubro-negra. Levi escalou bem a equipe e por pequenos detalhes não arrancou pontos em Salvador.

Na próxima rodada, o Sport joga contra o Paraná à 21hs da próxima terça-feira, 1º, na Ilha do Retiro. No mesmo dia o Bahia enfrenta o Icasa em Juazeiro do Norte.

Sport tenta reabilitação

É vencer para espantar a crise. É com este lema que o time do Sport entra em campo nesta sábado, 29, para enfrentar o Bahia pela 5ª rodada da Série B. Depois de duas derrotas vexatórias e a queda do treinador, os rubro-negros só pensam na vitória para aliviar oclima na Ilha do Retiro.

Para o jogo, o técnico interino Levi Gomes vai fazer várias mudanças no time. O Atacante Ciro e o volante Daniel Paulista nem viajaram por estarem machucados. Entram Moisés e Adriano Pimenta. O time vem com o esquem de 4-5-1. Cesár fará a dupla de zaga ao lado de Igor. Tobi volta à sua posição de origem, volante. O jovem Renato ganhou vaga na lateral-direita e Levi no meio de campo. Dairo será o único atacante do time na partida.

BAHIA – O Bahia quer aproveitar a crise do Sport para se manter na liderança da Série B. O tricolor baiano é comandado por Renato Gaúcho. O destaque da equipe é o perigoso atacante Rodrigo Grahl que já jogou no Sport.

O Jogo é difícil para o Sport. A mudança de várias peças faz com que o time perca até o entrosamento. Porém o time vem mais fechado e pode ter uma maior facilidade para segurar o Bahia. Com o Sport com três volantes e dois zagueiros  não é possível que o tricolor baiano encontre facilidade para atacar. Ainda assim, o  time da casa é favorito à vitória.

Boa Sorte ao Sport!

Reage Leão!!!


Ficha do Jogo

Campeonato Brasileiro – Série B

5ª Rodada

Local: Estádio Pituaçu, em Salvador (BA)

Horário: 16h10

* Acompanhe o jogo via twitter, basta acessar www.twitter.com/blogpe4linhas


Bahia: Omar; Apodi, Nen, Alisson e Ávine; Bruno Silva, Marcone, Ananias, Rogerinho e Vander; Rodrigo Grahl

Técnico: Renato Gaúcho

Sport: Magrão; Renato, Igor, Cesár e Dutra; Tobi, Moisés, Levi, Eduardo Ramos e Adriano Pimenta; Dairo

Técnico: Levi Gomes(interino)

Árbitro: Djalma Beltrami (RJ)

Assistentes: Edinei Guerreiro Mascarenhas e Lillian da Silva Fernandes (Ambos do RJ)

Avaliação dos jogadores

Segue abaixo minha análise sobre o desempenho dos jogadores do Náutico na partida contra o América-RN.

Rodrigo Carvalho – Foi muito bem no primeiro tempo. Fez excelentes e importantes defesas. Vinha bem na segunda etapa, passando segurança. Mas tomou um frangaço no primeiro gol do América-RN. É um acidente, mas prejudicou o time. Se recuperou com uma defesa espetacular, mas depois não conseguiu evitar o empate. Nota: 5,5

Cesár Prates – Marcou bem, embora tenha dado alguns espaços na reta final do jogo. E Falhou feio na saída de bola no primeiro gol do América-RN. Nota: 4

Vinicius – Fez uma boa partida. Salvou o Náutico por duas vezes. Marcou bem. Nota: 6,5

Walter – Vinha fazenda uma partida regular. Mas foi expulso e prejudicou a armação tática da equipe. Precisa pegar leve nas faltas. Nota: 4

Zé Carlos – Inspirado fez os dois gols alvirrubros. Apresentou algumas falhas na marcação no primeiro tempo. Mas foi bem na etapa final. Apoiou e marcou bem. Nota: 7

Ramirez – Fez bem sua marcação. Uma contusão do primeiro tempo impediu uma evolução técnica e ofensiva. Nota: 5

João Henrique – Apagado no primeiro tempo. Não conseguiu se livrar da marcação adversária. Na única jogada dele, tabelou com Evando, mas na hora do chute jogou longe do gol. Nota: 4

Rodrigo Pontes – Começou bem, mas sumiu no jogo depois do segundo gol do Náutico. Não contribuiu ofensivamente. E ainda contriubuiu para o erro fatal de Cesár Prates no primeiro gol potiguar. Nota: 4

Carlinhos Bala – Sempre disposto tentou ajudar o time. Não rendeu tanto quanto nas partidas anteriores. Ficou praticamente sozinho no primeiro tempo para ligar a defesa ao ataque. Nota: 4,5

Bruno Meneghel – Particpou pouco já que a bola não chegava ao ataque no primeiro tempo. Poderia ter se esforçado um pouco mais para aparecer na partida. Nota: 4,5

Diego Bispo – Entrou bem. Foi um marcador forte e deu um pouco mais de segurança com a expulsão de Walter. Nota: 5

Evando – Apareceu mais para o jogo. Seu lance mais importante foi a jogada do pênalti. Foi subsituído no segundo tempo quando estava meio apagado em campo. Nota: 5

Cristiano – Entrou bem. Se movimentou bastante e ainda acertou uma cabeçada na trave. Com mais oportunidades pode ajudar e muito o Náutico na campanha. Nota: 5

Alexandre Gallo – Escalou bem o time dentro do que tinha a sua disposição. Porém cometeu um grande erro no intervalo. Mudar radicalmente a postura tática da equipe foi  um erro. Trocar um atacante por um zagueiro não era a hora para fazer tal alteração. Essa substituição era para ter sido feita nos minutos finais do jogo. Deixou o time sem um meia de criação oficial na segunda etapa. Prejudicou um pouco o rendimento da equipe na busca pela ampliação do placar, o que traria a vitória do time. Nota: 4,5

Náutico cede empate ao América

O Náutico segue invicto na Série B do Campeonato Brasileiro. Mas nesta sexta-feira, 28, o timbu decepcinou. Jogando em casa, o time alvirrubro abriu 2×0, mas cedeu o empate em 2×2 para o América-RN. O Resultado deixou o Náutico, provisoriamente, na vice-liderança do campeonato com 11 pontos. Já o time potiguar permanece, provisoriamente, no 17º lugar com apenas três pontos ganhos.

O primeiro tempo começou com o Náutico partindo para cima. O timbu tentava ir para o abafa, mas esbarrava na marcação do time do América-RN. Mas a grande oportunidade apareceu para o Náutico aos 11 minutos quando Evando foi derrubado por Douglas na área. O juiz marcou pênalti. Zé Carlos foi para cobrança e mandou no cantou esquerdo do goleiro, que caiu para o direito. Com o 1×0 no placar o Náutico caiu de produção. O América passou a pressionar em busca do empate. Aos 17 após um cruzamento rasteiro, Vinicius apareceu na linha e na frente do goleirou e salvou o Náutico do empate. O time potiguar continuou insistindo e só não empatou aos 23 minutos por causa de Rodrigo Carvalho. O Goleiro do timbu fez uma grande defesa após cabeçada de Asprilla. Aos 30 minutos, Adriano Magrão bateu cruzado e a bola passou, perigosamente, na frente do gol e foi para fora. Sem conseguir atacar, o Náutico tratou de se segurar até o intervalo com o placar favorável de 1×0.

No segundo tempo, o timbu voltou com duas alterações. Gallo tirou Bruno Meneghel e João Henrique para colocar Diego Bispo e Rodrigo Pontes. O time pernambucano começou melhor e buscando ampliar o placar. Mas a primeira grande chance foi do América. Juninho lançou Assis que entrou na área e na hora de chutar pegou errado na bola. Aos 13 minutos aconteceu uma situação que está virando rotina no Náutico. Walter fez falta dura, recebeu o segundo amarelo e foi expulso do jogo. A partir da expulsão, o América-RN tentou arrumar-se em campo e voltar a ter o dominío. E  aos 17 minutod quase sai o empate. Após um chute de fora da área, Rodrigo Carvalho soltou e a bola sobrou para Flávio Recife. Mas antes do chute do atacante, Vinicius chegou e travou salvando o Náutico. Quando o time potiguar estava conseguindo dominar, o Náutico  surpreendeu. Aos 23 minutos, Asprilla bobeou, Élton roubou a bola e cruzou para Zé Carlos que se antecipou ao zagueiro e cabeceou para o fundo das redes.

O Náutico deu uma esfriada no adversário e tentou controlar o jogo. Aos 28 minutos, Zé Carlos cruzou e Cristiano cabeceou na trave. Dois minutos depois, Flávio Recife recebeu livre, na pequena área, e chutou rasteiro. Rodrigo Carvalho segurou bem. Aos 32 minutos, a defesa do Náutico errou na saída de bola. Flávio Recife chutou de fora da área e Rodrigo tomou um frangaço ao não evitar que a bola passasse para o fundo das redes. O Gol deu um novo ânimo ao América-RN. O time potiguar incendiou o jogo e foi em busca do empate. O Náutico tentou segurar na base da raça. Mas aos 44 minutos veio o golpe fatal contra o timbu. Rodrigo Dantas, ex-Náutico, chutou de fora da área e a bola fez uma curva antes de cair no canto esquerdo de Rodrigo Carvalho. Uma bola indefensável para o goleiro alvirrubro. Um gol para silenciar os Aflitos. O timbu não teve forças para reagir. E por pouco não perdeu o jogo. Aos 47 minutos, Flávio cruzou e por pouco Assis não alcançou uma cabeçada. E olha que o goleiro estava batido no lance. O Empate se definiu com o apito final do árbitro logo depois do lance.

Opinião

O Resultado foi muito justo. O Náutico teve competência ao converter duas das poucas finalizações que conseguiu efetuar. Já o América-RN pressionou a maior parte do tempo e merecia pelo menos o empate. Mas o Náutico não pode repetir a bobeira. É a segunda vez que o timbu sai na frente e cede o empate dentro de casa. Primeiro tem que acabar com essas expulsões em todas as partidas. Depois tem que saber marcar defensivamente tão bem quanto costuma atacar. E ter poder de reação como teve diante do Figueirense ao sofrer o primeiro gol. O Resultado foi ruim por ter sido em casa e da forma como foi construído, mas dentro do que foi apresentado dentro de campo, o Náutico pode até considerar lucrativo. Mas o time tem qualidade para dar tranquilidade para poder recuperar-se nas próximas rodadas.

Na próxima rodada, o Náutico enfrenta o São Caetano na terça-feira, 1º, às 19h30 em São Caetano do Sul(SP). Já o América-RN joga no mesmo dia contra o Duque de Caxias, no Rio de Janeiro às 21h50.

Náutico quer manter a garra

Em busca de retomar a liderança da Série B, o Náutico entra em campo nesta sexta-feira, 28, para enfrentar o América-RN. Com a fama de time de guerreiros, o timbu quer usar o fator casa para continuara a boa campanha na competição.

Para o jogo, o técnico Alexandre Gallo tem dois desfalques. O Goleiro Glédson saiu da última partida machucado e desfalca a equipe. Já o volante Márcio Tinga foi expulso e também está fora. Rodrigo Carvalho e Elton devem ser os respectivos substitutos. Ramirez volta após cumprir suspensão. O treinador manteve o esquema ofensivo com três atacante e mantém a base do time.

AMÉRICA-RN – O América-RN tenta a reação no Campeonato Brasileiros. Os potiguares ainda não venceram na competição e encabeçam a zona do rebaixamento. O Técnico Gilmar Iser corre risco de demissão. Com uma torção no tornozelo, o zagueiro Carlão é o único desfalque da equipe. Ele será substituído por Adalberto.

O Náutico é favorito no jogo. O timbu vem apresentando um bom futebol, enqunato que o adversário está em uma má fase. Mas é preciso manter a garra e a atenção defensiva para não ser surpreendido.

Boa Sorte ao Náutico!!!

Ficha do Jogo

Campeonato Brasileiro – Série B

4ª Rodada

Local: Estádio dos Aflitos, no Recife (PE)

Horário: 21hs

* Acompanhe o jogo via twitter. Basta acessar www.twitter.com/blogpe4linhas

Náutico: Rodrigo Carvalho; Cesár Prates, Walter, Vinicius e Zé Carlos; Ramirez, Élton e Carlinhos Bala; Bruno Meneghel, Geílson e Evando

Técnico: Alexandre Gallo

América-RN: Fabiano; Thoni, Adalberto, Edson Rocha e Tarracha; Jackson, Elielton, Saulo e Rodrigo Dantas; Flávio Recife e Juninho

Técnico: Gilmar Ilser

Árbitro:Arílson Baptista da Anunciação (BA)

Assistentes: Adson Márcio Lopes Leal e Raimundo Carneiro de Oliveira (Ambos da BA)