Carlinhos Bala deixa o Náutico

O Atacante Carlinhos Bala está fora do Náutico. O jogador rescindiu o contrato com o clube no início da tarde desta quarta-feira, 30. De acordo com algumas informações,  o jogador se desentendeu com o treinador Gallo e com os dirigentes. Apenas o clube se manifestou, oficialmente, sobre o caso.
O Problema maior é o atraso de salários. O jogador estava insatisfeito com a situação. Carlinhos Bala teria ameaçado não ficar na concentração no primeiro dia da intertemporada. Isso chateou o treinador e os dirigentes.
A Diretoria do Náutico divulgou nota oficial dizendo que um novo ato de indisciplina fez com que os dirigentes decidissem pela saída do jogador. Ainda segundo o clube, o atleta reclamou de um mês de salário atrasado. Através do site oficial do Náutico, o diretor Armando Ribeiro comentou a saída do jogador. ” Conversei com o atleta e aqui no Náutico existe normas que traçamos e não podemos admitir indisciplinas. Nenhum jogador, diretor ou presidente é maior que a instituição Náutico. Ele como capitão e um dos líderes do grupo tinha que dá bons exemplos. Agradecemos pelo que ele fez pelo Náutico, mas hoje, seu ciclo foi encerrado”, disse o dirigente alvirrubro.
O Técnico Alexandre Gallo seguiu a mesma linha de raciocínio do diretor.   “Prezamos pela justiça e em certos momentos temos que tomar atitudes. Respeito ele, mas aqui trabalhamos com gestão de pessoas”, afirmou o treinador ao site oficial do clube.
Carlinhos Bala prometeu dá uma entrevista coletiva nesta quinta-feira, 1º, onde promete falar a sua versão sobre o caso. Ele também deve falar sobre alguns problemas internos do clube, inclusive sobre a saída de Vulpian Novaes, ex-diretor alvirrurbro. Em entrevista para as rádios locais, o jogador disse ter ido cobrar da direção os salários atrasados. E disse que foi em nome do grupo de jogadores. Mais detalhes serão dados durante a coletiva.
Vamos aguardar o pronunciamento oficial de Carlinhos Bala. Só diante das duas versões oficiais é que se pode ter uma noção do que realmente aconteceu. Porém essa saída de Bala é ruim para o Náutico. Ele é o principal jogador da equipe, o artilheiro da temporada e vai fazer muita falta no retorno da Série B.
Anúncios

Quartas-de-finais da Copa do Mundo

Na próxima sexta-feira, 02, começam as quartas-de-finais da Copa do Mundo. Veja abaixo as datas, horários e locais dos confrontos que irão decidir os semifinalistas do mundial.

Sexta-feira, 02 /07

11h – Holanda  x  BRASIL, Porto Elizabeth

15h30 – Uruguai  x  Gana, Joanesburgo(Soccer City)

Sábado, 03/07

11h – Argentina  x  Alemanha, Cidade do Cabo

15h30 – Paraguai  x  Espanha, Joanesburgo (Ellis Park)

Espanha tira Portugal da Copa

A Espanha é a última seleção a garantir vaga nas quartas-de-finais da Copa do Mundo. Os espanhóis eliminaram Portugal ao vencer por 1×0. Agora, a Espanha vai enfrentar o Paraguai.

O Primeiro tempo foi dominado pela Espanha. Logos no primeiro minuto Fernando Torres chutou cruzado e o goleiro Eduardo espalmou. Aos dois minutos, foi a vez de Villa chutar e Eduardo defender. A Blitz espanhola era grande e o goleiro português parecia está em uma tarde inspirada. Aos seis minutos, Villa fez grande jogada individual e chutou. Eduardo espalmou mais uma vez. Depois desse início, a Espanha diminuiu o ritmo. Mas continuou superior. Portugal não conseguia reagir. O lance mais perigoso foi uma falta cobrada por Cristiano Ronaldo que o goleiro Casillas soltou, mas conseguiu pegar na sobra. A qualidade do restante do primeiro tempo foi baixa e o 0x0 persistiu até o intervalo.

No segundo tempo o jogo voltou com mais emoção. Aos seis minutos, Hugo Almeida partiu em velocidade e tentou cruzar. O zagueiro Puyol desviou e a bola passou perigosamente na frente do gol. A Espanha respondeu aos 15 minutos. Sérgio Ramos cabeceou e Eduardo fez uma defesaça. No minuto seguinte, Villa chutou e a bola passou raspando a trave. Aos 17 minutos, após boa troca de passes, Iniesta lançou, Xavi tocou de calcanhar e Villa chutou. Eduardo defendeu com os pés, mas no rebote Villa mandou para o fundo do gol, abrindo o placar. Depois disso só mais uma chance clara e foi da Espanha. Villa soltou uma bomba e Eduardo fez mais uma defesaça. Portugal se apagou em campo. A Espanha administrou o resultado. Se defendeu nos minutos finais da tentativa portuguesa de chegar na base do abafa. No fim, festa espanhola e choro do goleiro português por ter se sacrifidado tanto em vão.

Opinião

Resultado muito justo. Venceu quem jogou melhor. A Espanha foi superior o jogo inteiro. Portugal pouco criou, ficou na dependência de Cristiano Ronaldo que mais uma vez esteve apagado em campo. O Único destaque positivo português foi o goleiro Eduardo, fez grandes defesas e salvou uma goleada. A Espanha não é tão boa quanto falava-se antes da Copa, mas tem seus jogadores perigosos. Principalmente Villa que foi o destaque mais uma vez. O time tem um bom toque de bola e boa finalização. Deve passar fácil pelo Paraguai, mas não deve chegar à final.

Nas quartas-de-finais, a Espanha joga contra o Paraguai no sábado, 03, às 15h30.

Nos pênaltis, Paraguai elimina o Japão

O Paraguai é mais um time sulamericano nas quartas-de-finais da Copa do Mundo. O time paraguaio eliminou o Japão na disputa por pênaltis(5×3). As duas equipes empataram em 0x0 no tempo normal e na prorrogação. Agora,  o Paraguai espera o vencedor do duelo Portugal x Espanha para conhecer seu próximo adversário.

No tempo normal de jogo só teve emoção no primeiro tempo. Cada equipe teve duas chances de abrir o placar. O Paraguai tomou a iniciativa, tocou mais a bola e foi para o ataque com mais objetividade. Aos 19 minutos, Lucas Barrios ganhou dos zagueiros e chutou, o goleiro Kawashima tirou com os pés.  O Japão respondeu dois minutos depois com Matsui que acertou um chute de primeira no travessão. Aos 28 minutos, após cobrança de escanteio a bola sobrou para Roque Santa Cruz que chutou e a bola passou perto do gol. O último lance de perigo foi japonês. Aos 39 minutos, Honda chutou de longe e a bola passou raspando a trave.

No segundo tempo, o jogo foi fraco sem muita emoção. O Paraguai era mais objetivo, porém não caprichava nas finalizações. O Japão tentava as jogadas de bola parada, mas sem sucesso também.  Nos minutos finais, as equipes mostraram cansaço e levaram o jogo para a prorrogação.

Na prorrogação, o jogo foi mais aberto. As duas equipes tentavam emplacar velocidade para armar seus ataques. O Paraguai foi um pouco mais perigoso. E os principais lances aconteceram no primeiro tempoi. Aos quatro minutos, Lucas Barrios subiu sozinho e cabeceou, o goleiro Kawashima fez uma defesa segura. Dois minutos depois, Morel lançou Valdez que ajeitou e chutou em cima do goleiro japonês. A Resposta do Japão foi aos oito minutos. Honda chutou de fora da área e o goleiro Villar mandou para escanteio. No segundo tempo o jogo voltou a cair de nível técnico. E o cansaço falou mais alto. Nenhuma das equipes teve força para chegar ao gol e a decisão foi para os pênaltis.

Na cobrança de penalidades, o Paraguai foi perfeito acertando todas as cobranças. Barreto, Lucas Barrios, Riveros e Valdez converteram as primeiras cobranças. Pelo lado japonês, Endo, Hasebe e Honda marcaram os gol. Porém Komano acertou o travessão. A última cobrança foi de Cardozo que chutou no lado contrário do goleiro e definiu a classificação paraguaia.

Opinião

Foi um jogo digno de ser decidido nos pênaltis. As duas equipes procuraram atacar, mas pecavam na hora de concluir as jogadas ofensivas. A segunda etapa tanto do tempo normal como da prorrogação foram muito fracas. O Paraguai teve mais competência na hora das cobranças de pênaltis e por isso mereceu a classificação.

Mas o time paraguaio não mostrou futebol convincente. E isso me faz acreditar que a equipe não deve passar das quartas-de-finais. Pois não tem qualidade para derrotar Espanha ou Portugal. Mas o fato de chegar às quartas-de-finais já é histórico e por isso o elenco já merece os parabéns pela campanha feita até aqui.

Com vitória maíuscula, Brasil avança para as quartas

O Brasil está nas quartas-de-finais da Copa do Mundo. Foi sensacional. A Seleção acordou e vence o Chile por 3×0 em jogo válido pelas oitavas-de-finais. Agora vamos enfrentar a Holanda no caminho do Hexa.

O Chile até tentou surpreender partindo para cima no começo do jogo. Mas a defesa brasileira estava bem postada e segura em campo. A primeira grande oportunidade do Brasil foi em um contra-ataque que Luís Fabiano recebeu, entrou na área e chutou errado para fora. A partir deste lance, o Brasil tomou conta do jogo. Depois de chutes de fora da área dados por Gilberto Silva e Ramires que assustaram, veio o primeiro gol. Aos 34 minutos, após cobrança de escanteio, Juan subiu mais alto que todo mundo e cabeceou com categoria para o fundo das redes. O Brasil se empolgou e logo ampliou o placar. Aos 37 minutos, Robinho puxou contra-ataque, tocou para Kaká que lançou Luís Fabiano. O Atacante entrou na área, driblou o goleiro e mandou para o fundo do gol. O 2×0 deu moral ao time brasileiro que controlou o jogo até o intervalo.

No segundo tempo, o time do Chile tentou emplacar o mesmo ritmo do início da partida. Mas a defesa brasileira continou se comportando bem. E o Brasil tratou logo de matar o jogo. Aos 13 minutos, Ramires roubou a bola no meio-de-campo e arrancou até a frente da área quando tocou para Robinho que chutou colocado sem chances para o o goleiro Bravo. Era a consolidação da vitória e a garantia da vaga brasileira para as quartas-de-finais. O Chile ainda tentou diminuir, porém não conseguiu passar pela defesa do Brasil com facilidade. O lance mais perigoso foi um chute de Suazo que tocou no travessão, aos 33 minutos do segundo tempo. A Seleção Brasileira administrou o resultado e comemorou bastante o apito final.

Opinião

Uma vitória incontestável. Foi para dá moral ao Brasil. Uma vitória com autoridade em um jogo que podia ser o mais difícil de todos. O Brasil venceu com facilidade. Demorou quatro minutos para se impor, mas quando chegou ao ataque passou a dominar a partida. O Chile veio com a proposta de atacar, mas a defesa brasileira estava muito bem. Lúcio segue sendo o melhor atleta brasileiro nesta Copa do Mundo. Segurança na marcação e com uma saída de bola perfeita. Juan também vem jogando bem e ainda fez um gol. O meio-de-campo ainda pode melhorar, mas jogou bem melhor do que nas outras partidas. O Brasil acordou na Copa do Mundo e agora segue forte para a reta final do Mundial.

A Holanda é a próxima adversária. Temos condições de encarar de igual para igual. E até temos futebol para ser superior em campo. Acho que o Brasil tem mais conjunto. A Holanda tem um bom toque de bola e vive ofensivamente na dependência de Robben e Sneijder. Mas com a atuação da defesa brasileira sendo repetida, será úm pouco melhor parar essa dupla. Confio no Brasil e acho que temos condições de avançar ainda mais. Embora em Copa do Mundo cada jogo é decisão e seja mais difícil de acertar quem vai ganhar.

Parabéns Seleção Brasileira!!!

Pra frente Brasil!!!!

O Jogo das quartas-de-finais entre Brasil e Holanda será na próxima sexta-feira, 02, às 11hs. Será no estádio de Porto Elizabeth.

Holanda passa para as quartas

A Holanda está classificada para as quartas-de-finais. O time holandês derrotou a Eslováquia por 2×0 e garantiu a vaga. Agora os holandeses esperam  o vencedor de Brasil x Chile para conhecer seu próximo adversário.

O primeiro tempo foi dominado pela Holanda. O time tomou a iniciativa do jogo e foi se impondo aos poucos em campo. A primeira grande chance foi aos dez minutos quando Van Persie tocou e Sneijder chutou em cima do goleiro. Aos 17 minutos, a Holanda abriu o placar. Sneijder lançou Robenn que arrancou pelo campo de ataque. Na Frente da área ele deu um drible em dois zagueiros e chutou rasteiro no canto esquerdo do goleiro. Depois do gol, a Holanda trocou mais a bola e administrou o resultado. A Eslováquia não teve força para emplacar contra-ataques e não chegou ao empate.

No segundo tempo, a partida foi mais equilibrada. A Holanda teve a primeira chance logo aos quatro minutos. Robben chutou da entrada da área e o goleiro Mucha mandou para escanteio. No minuto seguinte Robben cruzou e Mathijsen desviou para o gol, mas o goleiro eslovaco tirou com o rosto. A Resposta da Eslováquia veio aos 21 minutos. Hamsik lançou Stoch que chutou e o goleiro Stekelenberg fez grande defesa. No minuto seguinte Vittek recebeu na entrada da área e chutou, o goleiro holandês fez outra defesaça. A partida estava equilibrada e a Eslováquia mais perto do empate. Porém, aos 38 minutos a Holanda definiu o jogo. Após lançamento, Kuyt ganhou do goleiro, entrou na área e tocou para Sneijder que chutou para o fundo do gol.

A Eslováquia sentiu o golpe e que não tinha muito tempo para reagir. A Holanda ficou mais tranquila para administrar o resultado. E no apagar das luzes, a Eslováquia diminuiu o placar. Aos 47 minutos, o juiz marcou pênalti do goleiro Stekelenberg em cima de Jakubko. Na cobrança, Vittek chutou rasteiro e no canto direito do goleiro. Assim que o gol foi marcado, o juiz acabou a partida. Para alívio holandês.

Opinião

A Holanda fez um bom primeiro tempo. Foi totalmente superior. Tocou bem a bola, criou mais chances e soube  envolver a eslováquia. No segundo tempo, o time holandês caiu de produção. E os eslovacos perceberam que podia crescer na partida e foram em busca do empate. E por pouco não conseguiram. A Holanda só conseguiu matar a partida nos minutos finais quando chegou ao gol. O 2×0 fez com que a Eslováquia se abatesse um pouco e não reagisse.

A Holanda não bota medo não. Caso o Brasil passe pelo Chile tem totais condições de ganhar o jogo. O time depende muito de Robben. E tem uma defesa um pouco fraca. Só o goleiro se salva. Mas vamos esperar o Brasil passar para falar mais.

Agora é a Hora do Brasil avançar

É Hoje! O Brasil vai para o tudo ou nada na Copa do Mundo. A Seleção Brasileira entra em campo nesta segunda-feira, 28, para enfrentar o Chile nas oitavas-de-finais do Mundial. É vencer ou voltar para casa.

Para este jogo o técnico Dunga tem duas dúvidas. Elano e Felipe Melo ainda se recuperam de lesões e vão ser analisados antes da partida. Só no estádio é que Dunga definirá o time titular. Robinho e Kaká retornam à equipe e são junto com Luís Fabiano a esperança do torcedor  brasileiro.

O Chile vem com dois desfalques na defesa. A dupla de zaga, Medel e Ponce, está suspensa. Com isso entram o lateral-esquerdo Jara e o zagueiro Contreras. O Destaque do time é o meia Valdivia, ex-Palmeiras. O Atacante Beausejour também é perigoso.

Será mais uma partida difícil. O Brasil pode ganhar se jogar com velocidade e explorando os espaços deixados pelos chilenos quando atacam. Se apresentar um futebol parecido com a Costa do Marfim, o Brasil pode ganhar com facilidade. Só deve ter problemas, caso venha jogar tão fechado quanto contra Portugal e com a lentidão para sair para o ataque. Aposto em vitória brasileira.

Boa Sorte ao Brasil!!!

Vamos rumo ao Hexa!!!


Ficha do Jogo

Copa do Mundo 2010

Oitavas-de-finais

Local: Estádio Ellis Park, em Joanesburgo

Horário: 15h30 (Horário de Brasília)

Brasil: Júlio Cesár; Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva, Felipe Melo (Josué), Elano (Daniel Alves) e Kaká; Luís Fabiano e Robinho

Técnico: Dunga

Chile: Bravo; Isla, Jara, Contreras e Vidal; Carmona, Millar, Matías Fernandez e Alex Sanchez; Beausejour e Suazo

Técnico: Marcelo Bielsa

Árbitro: Howard Webb (Inglaterra)

Assistentes: Darren Cann e Michael Mullarkey (Ambos da Inglaterra)