Nos pênaltis, Paraguai elimina o Japão

O Paraguai é mais um time sulamericano nas quartas-de-finais da Copa do Mundo. O time paraguaio eliminou o Japão na disputa por pênaltis(5×3). As duas equipes empataram em 0x0 no tempo normal e na prorrogação. Agora,  o Paraguai espera o vencedor do duelo Portugal x Espanha para conhecer seu próximo adversário.

No tempo normal de jogo só teve emoção no primeiro tempo. Cada equipe teve duas chances de abrir o placar. O Paraguai tomou a iniciativa, tocou mais a bola e foi para o ataque com mais objetividade. Aos 19 minutos, Lucas Barrios ganhou dos zagueiros e chutou, o goleiro Kawashima tirou com os pés.  O Japão respondeu dois minutos depois com Matsui que acertou um chute de primeira no travessão. Aos 28 minutos, após cobrança de escanteio a bola sobrou para Roque Santa Cruz que chutou e a bola passou perto do gol. O último lance de perigo foi japonês. Aos 39 minutos, Honda chutou de longe e a bola passou raspando a trave.

No segundo tempo, o jogo foi fraco sem muita emoção. O Paraguai era mais objetivo, porém não caprichava nas finalizações. O Japão tentava as jogadas de bola parada, mas sem sucesso também.  Nos minutos finais, as equipes mostraram cansaço e levaram o jogo para a prorrogação.

Na prorrogação, o jogo foi mais aberto. As duas equipes tentavam emplacar velocidade para armar seus ataques. O Paraguai foi um pouco mais perigoso. E os principais lances aconteceram no primeiro tempoi. Aos quatro minutos, Lucas Barrios subiu sozinho e cabeceou, o goleiro Kawashima fez uma defesa segura. Dois minutos depois, Morel lançou Valdez que ajeitou e chutou em cima do goleiro japonês. A Resposta do Japão foi aos oito minutos. Honda chutou de fora da área e o goleiro Villar mandou para escanteio. No segundo tempo o jogo voltou a cair de nível técnico. E o cansaço falou mais alto. Nenhuma das equipes teve força para chegar ao gol e a decisão foi para os pênaltis.

Na cobrança de penalidades, o Paraguai foi perfeito acertando todas as cobranças. Barreto, Lucas Barrios, Riveros e Valdez converteram as primeiras cobranças. Pelo lado japonês, Endo, Hasebe e Honda marcaram os gol. Porém Komano acertou o travessão. A última cobrança foi de Cardozo que chutou no lado contrário do goleiro e definiu a classificação paraguaia.

Opinião

Foi um jogo digno de ser decidido nos pênaltis. As duas equipes procuraram atacar, mas pecavam na hora de concluir as jogadas ofensivas. A segunda etapa tanto do tempo normal como da prorrogação foram muito fracas. O Paraguai teve mais competência na hora das cobranças de pênaltis e por isso mereceu a classificação.

Mas o time paraguaio não mostrou futebol convincente. E isso me faz acreditar que a equipe não deve passar das quartas-de-finais. Pois não tem qualidade para derrotar Espanha ou Portugal. Mas o fato de chegar às quartas-de-finais já é histórico e por isso o elenco já merece os parabéns pela campanha feita até aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: