Sport tem dura missão contra América-MG

O Sport joga nesta terça-feira, 31, contra o América-MG pela 18ª rodada da Série B. Será um jogo decisivo para o futuro do leão na competição. O time rubro-negro joga em casa e tenta manter a invencibilidade que já dura seis jogos. Mas o objetivo é vencer e não empatar como fez nos dois últimos jogos.

Para esta partida o técnico Geninho só vai fazer uma mudança em relação ao time que começou o jogo contra o Santo André. Sai Igor, suspenso e entra Cesár, que retorna de suspensão.  Cesár terá Montoya como parceiro de zaga. No meio, Élton segue vetado pelo departamento médico e com isso Fabrício continua como titular. O Ataque será Ciro e Wilson. As maiores novidade ficam para o banco de reservas, o jovem Levi aparece entre os relacionados já que Moisés não pode atuar por força contratual. E Zé Antônio retorna após contusão.

É um jogo muito difícil. O América-MG vem muito bem na competição e é um time forte. O Sport vem apresentando muitas falhas na defesa. Se consertar esses erros pode arrancar uma vitória. Torço por uma vitória do leão, mas pelo que tenho visto da atuação das duas equipes na competição, o empate já será bem lucrativo para o Sport.

Boa Sorte ao Sport

Ficha do Jogo

Campeonato Brasileiro – Série B

18ª rodada

Local: Estádio da Ilha do Retiro, no Recife(PE)

Horário: 21hs

Sport: Magrão; Renato, Cesár, Montoya e Mateus; Daniel Paulista, Germano, Fabrício e Marcelinho Paraíba; Ciro e Wilson

Técnico: Geninho


América-MG: Flávio; Gabriel, Preto e Micão; Nando, Dudu, Leandro Ferreira, Hélton Luiz e Rodrigo; Fábio Júnior e Luciano

Técnico: Mauro Fernandes

Árbitro: Wagner dos Santos Rosa (RJ)

Assistentes: Vinicius Barone Pampurre e Rodrigo Figueiredo Corrêa (Ambos do RJ)

Cheio de desfalques Náutico enfrenta o lanterna

O Náutico vai à campo na noite desta terça-feira, 31, pela 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O time alvirrubro encara o lanterna Vila Nova-GO em Goiania-GO. E o timbu vai todo desfalcado.

O Técnico Alexandre Gallo não terá oito atletas à sua disposição. Os volantes Elton e Ramires estão vetados pelo departamento médico do clube. Rodrigo Pontes que seria um dos substitutos está suspenso e também desfalca a equipe. O Zagueiro Wescley e o atacante Bruno Veiga se recuperam de lesões e estão fora. Enquanto que os atacantes Evando e Geílson e o lateral-direito Cesár Prates ficaram no Recife para recuperar a parte fisíca. Tudo isso fora o atacante Bruno Meneghel que segue há um bom tempo no DM e ainda corre o risco de ser dispensado a qualquer momento do Náutico. A única boa noticía é o retorno do meia Giovanni que se recuperou de uma contusão.

Assim o treinador teve que chamar alguns atletas do time B que vinha disputando o Nordestão para compor o grupo. Os meias Thiago Marin e João Henrique, além do volante Tinga ganham uma nova chance no time. Os garotos da base alvirrubra Walace, zagueiro, e Marcelo, volante, também ganharão uma oportunidade.

Como é costume Gallo fez mistério e não divulgou a escalação. Mas deve montar o time no 4-4-2 com Zé Carlos na lateral-esquerda. E o ataque deve ser formado por Thiaguinho e Cristiano.

O Náutico está cheio de desfalques e isso é o que pode dificultar a vida dos alvirrubros pernambucanos. O Vila Nova é o lanterna, mas está tentando crescer na competição e vem de vitória. Então, primeiro o Náutico não pode entrar achando que já ganhou que aí vai se dá mal, assim como aconteceu com o Sport que dentro de casa ficou no 0x0 com o time goiano. É um jogo duro e acabo apostando em empate, mas torço para que o Náutico consiga uma grande vitória.

Boa Sorte ao Náutico!!!!

Ficha do Jogo

Campeonato Brasileiro – Série B

18ª rodada

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiania(GO)

Horário: 19h30


Vila Nova: Max; Éder Lima, Cris e Thiago Carvalho; Jorge Luz, Juninho, Adílson, Davi Ceará e Jorge Henrique; Roni e Bruno Lopes.

Técnico: Ademir Fonseca

Náutico: Glédson; Wilton Goiano, Diego Bispo, Vinicius e Zé Carlos; Walter, Márcio Tinga, Francismar( João Henrique) e Giovanni; Thiaguinho e Cristiano

Técnico: Alexandre Gallo

Árbitro: Andrey da Silva e Silva (PA)

Assistentes: José Ricardo G. Coimbra (PA) e Ciro Chaban Junqueira (DF)

Classificação da Série C

Veja como ficou a classificação da Série C após a 6ª rodada. É o grupo do Salgueiro, representante de Pernambuco na competição.

Resultados deste domingo, 29/08

Salgueiro 2×1  Campinense-PB

Alecrim-RN  1×1  ABC-RN

Classificação

Posição Time PG JG V E D GP GC SG
ABC-RN 11 06 03 02 01 11 05 +6
Alecrim-RN 09 05 02 03 00 08 06 +2
CRB-AL 07 05 02 01 02 07 08 -1
Campinense-PB 06 06 02 00 04 05 06 -1
Salgueiro 05 06 01 02 03 06 12 -6

Legenda

PG – Pontos Ganhos

JG – Jogos disputados

V – Vitórias

E – Empates

D – Derrotas

GP – Gols Pró (Gols Marcados)

GC – Gols Contra (Gols Sofridos)

SG – Saldo de Gols

• Zona de classificação para a segunda fase

• Zona de rebaixamento para a Série D

Salgueiro vence na Série C

O Salgueiro segue vivo na Série C.  O time conseguiu sua primeira vitória na competição neste domingo, 29, ao derrotar o Campinense-PB por 2×1. O Resultado deixou o time na 5ª colocação do grupo B com cinco pontos ganhos.

O Carcará abriu o placar aos 15 minutos do primeiro tempo com Edu Chiquita. No segundo tempo Léo Gama ampliou aos 19 minutos e Binho diminuiu para os paraibanos aos 40 minutos.

A Classificação para a segunda fase ainda é difícil. O time precisa vencer seus dois últimos jogos e ainda torcer por um grande combinado de resultados. Mas a vitória foi importante para o sonho de se manter na Série C. A equipe precisa ficar pelo menos em 4º lugar para não ser rebaixado.

O Salgueiro volta à campo no dia 12 de setembro quando joga em casa contra o CRB-AL.

Classificação final da Série A2

Veja como ficou a classificação final de cada grupo na Série A2.

Grupo 02

Posição Time PG JG V E D GP GC SG
Petrolina 12
06 04 00 02 16 05 +11
Olinda 12 06 04 00 02 12 07 +5
Belo Jardim 07 06 02 01 03 06 17 -11
Centro Limoeirense 04 06 01 01 04 04 09 -5

Grupo 03

Posição Time PG JG V E D GP GC SG
América 12 06 04 00 02 11
06 +5
Timbaúba 12 06 04 00 02 10 05 +5
Chã Grande/Decisão 07 06 02 01 03 06 10 -4
Pesqueira 04 06 01 01 04 05 10 -5

América e Petrolina voltam à elite

Pernambuco conheceu neste domingo, 29, os dois novos integrantes da elite de seu futebol. América e Petrolina garantiram o acesso para a primeira divisão estadual após duas grandes vitórias em uma rodada emocionante. O América retorna após 15 anos. Enquanto que o Petrolina volta depois de dois anos fora.

O América conseguiu a vaga de forma mais dramática. O time precisava vencer e ainda torcer para o tropeço do Timbaúba. Mas o mequinha teve dificuldades e só conseguiu a vitória nos minutos finais contra o Chã Grande/Decisão. Com três gols relâmpagos, o América venceu por 4×1 e garantiu o acesso beneficiado pelo fato de que o Timbaúba venceu apenas por 3×2. A Diferença foi no saldo de gols, onde o América levou vantagem.

No outro grupo, Olinda e Petrolina chegaram igualados e também decidiram o acesso no saldo de gols. O Olinda encontrou dificuldades e ganhou do Centro Limoeirense por 2×1. Já o Petrolina venceu com facilidade o Belo Jardim por 5×1, garantindo o acesso por ter melhor saldo. Por ter feito a melhor campanha no geral, o Petrolina acabou sendo o Campeão da Série A2.

Parabéns ao Petrolina pelo título.

Parabéns aos dois clubes pelo acesso. E que tenham sucesso no retorno à elite do futebol pernambucano.

Sport cede empate

O Sport não teve forças para vencer o Santo André na tarde deste sábado, 28, pela 17ª rodada da Série B. O leão saiu na frente, abriu 2×0, mas permitiu a reação do time paulista que chegou ao empate. O Resultado de 2×2 deixou o Sport na 12ª colocação com 21 pontos ganhos. O Santo André segue no 17º lugar com 17 pontos.

No primeiro tempo, o jogo começou morno e truncado. Aos poucos, o time paulista começou a atacar com perigo. Mas aí apareceu o goleiro Magrão, do Sport, para brilhar e também prevaleceu a má pontaria do ataque paulista. O Sport era devagar na armação. Mas quande chegou acabou sendo fatal. Aos 19 minutos, após cobrança de escanteio Igor subiu mais que os zagueiros e, de cabeça, abriu o placar. O Santo André foi em busca do empate e teve algumas chances claras. Porém Magrão seguia em tarde inspirada e salvava o time de sofrer pelos erros da defesa. O Sport apostava nos contra-ataques que eram poucos, porém perigosos. Até que aos 38 minutos, Ciro chutou de fora da área e mandou no canto do goleiro para o fundo do gol. Com o 2×0 o Sport saía para o intervalo com uma boa vantagem.

No segundo tempo, o time do Santo André veio com mais homens ofensivos para campo com duas substituições. E a postura ofensiva surtiu efeito logo aos oito minutos. Após cobrança de escanteio, Alê subiu livre e cabeceou para as redes, diminuindo o placar. O Sport se abateu e passou a ter dificuldades para sair para o ataque. O Santo André passou a trabalhar mais a posse de bola e estudar a melhor forma de chegar ao empate. A principal arma era a bola parada e alçada na área. As coisas pioraram para o Sport aos 18 minutos com a expulsão de Igor que fez falta em um lance que se originou de um contra-ataque desperdiçado pelo time leonino. A pressão do Santo André era grande. O time arriscava, mas quando não mandava para fora encontrava o goleiro Magrão pela frente. Só que o goleiro não é de ferro e não tinha como salvar todas. Aos 41 minutos, Borebi fez boa jogada individiual, driblou Mateus, foi à linha de fundo e cruzou para Nando que se antecipou ao Toby e mandou para o fundo do gol. Era o empate que o Sport não queria sofrer. Nos minutos finais, o Sport não teve forças para reagir e ainda precisou se segurar para não tomar a virada.

Opinião

Na verdade, o resultado foi injusto. O Santo André criou mais oportunidades e poderia ter saído vencedor. O Sport foi mais eficiente no primeiro tempo e o time paulista na segunda etapa. A Defesa do Sport esteve completamente perdida. Erros bobos de marcação e de saída de bola. Igor teve um único momento bom que foi o gol, mas momentos antes quase dá um gol para o time adversário e depois foi expulso. O Sport foi lento na criação e perdeu força com o passar do tempo. O Santo André jogou muito mais no erro do Sport do que nos seus próprios méritos. Magrão, mais uma vez, salvou o Sport de um resultado pior. Diante da forma como foi, o time abrindo 2×0, o resultado poderia ser considerado ruim. Mas pelo volume de jogo e pelas chances criadas, o empate foi lucrativo para o Sport.

O Técnico Geninho escalou o time de forma certa dentro das opções que tinha. Nas alterações só pecou em dois momentos. Primeiro pelo fato de que já deveria ter voltado com uma substituição defensiva. A mesma que ele fez durante a segunda etapa colocando Toby no lugar de Fabricio, devia ter sido feita no intervalo. E depois era para ter tirado, Wilson e não Ciro para a entrada de Moisés. Isso pelo fato de que Wilson estava sentindo cansaço, enquanto que Ciro é um jogador que mesmo cansado pode fazer diferença por causa da sua garra, da sua entrega quando está em campo. Na questão de repor o time defensivamente ele acertou, só errou no tempo de fazer e nas peças que tirou de campo.

Na próxima rodada, o Sport joga contra o América-MG. O Jogo será terça-feira, 31, às 21hs na Ilha do Retiro.