Náutico volta a perder

Parece que jogar fora de casa anda fazendo mal ao Náutico. Pela quarta vez seguida, o alvirrubro é derrotado jogando longe dos Aflitos. Desta feita a derrota foi para a Ponte Preta por 2×0. O Resultado fez o timbu cair para o 8º lugar com 27 pontos.

O time começou o jogo escalado de forma surpreendente com Zé Carlos de meia e Cesár Prates na esquerda. O Ataque formado por Evando, Geílson e Thiago Lima. Mas o timbu acabou sendo surpreendido logo no primeiro minuto. Ivo chutou e Gledson fez grande defesa. Mas foi a única chance de perigo nos minutos iniciais. O Jogo estava equilibrado até os 21 minutos. Foi quando Leandro Silva cobrou falta da intermediária, acertou um chute no canto direito de Gledson e abriu o placar para a Ponte Preta. Aí o time paulista tomou conta do jogo. E ampliou aos 34 minutos. Em rápido contra-ataque Bruno Colaço cruzou para Reis que mandou para as redes. O Náutico não teve forças para reagir diante da boa marcação adversária.

No segundo tempo o timbu voltou melhor. A Ponte se preocupou mais em se defender. Com isso o Náutico foi para cima. O time alvirrubro aprimorou e chegou com qualidade ao ataque. Aos 13 minutos, Walter chutou e Eduardo Martini fez boa defesa. Gallo mexeu para deixar o time mais ofensivo tirou Wilton Goiano e colocou Bruno Veiga. Mas o atacante não soube marcar bem e deixou espaço pela direita. Isso fez com que a Ponte equlibrasse a partida. Se não fosse a pontaria ruim de William e Marcelinho o terceiro gol poderia ter saído. O Náutico voltou a assustar aos 25 minutos, em bom contra-ataques Evando chutou e Eduardo Martini fez outra boa defesa salvanado os anfitriões. Quatro minutos depois foi a vez de Gledson salvar o Náutico em um chute à queima-roupa de Marcelinho. Nos minutos finais poucas foram as investidas dos times, todas sem perigo. E o placar foi mantido no 2×0.

Opinião

O Náutico mereceu perder. O time apresentou muitas falhas no sistema defensivo. A Ponte Preta foi quem chegou com mais perigo ao longo do jogo. O Ataque alvirrubro não estava inspirado. Depois de um primeiro tempo ruim, o timbu melhorou na etapa final mas não produziu o suficiente para reagir e empatar o jogo.

Está virando rotina falar disso aqui. Mas o Náutico não tem um time com tanta qualidade, sabe jogar mais na raça. Porém tem deixado a desejar nos últimos jogos fora de casa. O time jogo sem o espirito guerreiro que apresenta nos Aflitos e acaba facilmente batido. Gallo precisa ajustar ao time e dá uma cara padrão. Ele errou na escalação e errou nas substituições durante o jogo.

A possível chegada do meia Érick Flores pode dá mais qualidade ao meio-de-campo. Com isso a equipe pode crescer. Pelo menos o time tem a vantagem de ter feito um bom começo de competição e dos times que estão no G4 estarem tropeçando também.

Na próxima rodada o Náutico joga na sexta-feira, 27, contra o Brasiliense às 21hs nos Aflitos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: