Náutico perde mais uma fora de casa

O Náutico segue com sua má fase fora de casa. Pela 8ª vez seguida o timbu foi derrotado longe de seus domínios. Desta vez a derrota foi para o América-RN por 2×1, em Natal-RN. Com o resultado o Náutico caiu, provisoriamente, para o 10º lugar mantendo os 34 pontos.

O timbu foi surpreendido logo aos cinco minutos. Após cobrança de falta, Marcelo Brás se antecipou à Gledson e Hamílton e tocou para o fundo do gol fazendo 1×0. O Náutico teve pouco tempo para tentar reagir. Aos 14 minutos, Cafu fez boa jogada pela direita e cruzou, a bola desviou na zaga e sobrou para Washington que fuzilou as redes do alvirrubro pernambucano. No desespero o Náutico fez sua primeira substituição aos 19 minutos. Erick Flores deu lugar à Geílson. Apesar de ter uma posse de bola maior em seu ataque, o timbu não conseguia finalizar com tanta qualidade.

A Reação do time pernambucano só foi concretizada aos 33 minutos. Cafu derrubou Rodrigo Pontes na área. O juiz marcou pênalti. Na cobrança, Zé Carlos bateu bem e no cantinho do gol para diminuir o placar 2×1.  Era um gol para dá moral ao time alvirrubro. Mas o placar não alterou-se até o fim da primeira etapa.

No segundo tempo, o jogo ficou equilibrado. As duas equipes criaram algumas chances, porém poucas foram perigosas. Destaque para os dois goleiros que impediram um placar diferente com boas defesas. A melhor oportunidade de todas foi do Náutico. Aos 36  minutos o goleiro Rodolpho, do América-RN fez uma defesa espetaculara após chute de Geílson. No finalzinho do jogo, o mesmo Geílson fez falta forte e acabou sendo expulso.

Opinião

O Resultado foi merecido. O Náutico pagou pelas suas falhas. Tomou dois gols bobos por erro de marcação e atenção do sistema defensivo. E faltou qualidade ao seu ataque para tentar um resultado melhor. O América-RN acabou se aproveitando e sendo mais competente em suas investidas.

O Náutico segue precisando ajustar o toque de bola no ataque e a finalização. Um time que quer subir precisa saber atacar melhor. O Adversário era fraco e frágil, mas foi o Náutico que se comportou mal e como presa fácil. Com muitos erros o timbu permitiu a vitória adversária. Já passou da hora de acordar.

A Vitória contra o Figueirense demonstrou que parecia que o time de guerreiros iria voltar. Mas não foi bem assim. A equipe não evoluiu e por isso mereceu perder. Gallo tem que aprimorar esse entrosamento. Tem que dá um padrão a esse time. Os desfalques existem, mas a forma de jogar tem que ser parecida em todos os jogos para que o time renda com mais eficiência e qualidade. É bom reagir logo antes que realmente tenha que se preocupar mais em não cair do que em subir.

Na próxima rodada o Náutico joga terça-feira, 28, contra o São Caetano-SP nos Aflitos às 19h30.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: