Mudanças e polêmicas no Náutico

Faltam cinco rodadas para o final da Série B. E o Náutico vive uma crise que só faz se agravar. O time luta desesperadamente contra o rebaixamento e o clima nos bastidores está pesado. Na volta ao Recife após a derrota para a Portuguesa o técnico Roberto Fernandes demonstrou tristeza com a campanha do time e chegou a dizer que se fosse outro clube ele já teria pedido demissão.

Na tarde de quinta-feira, 04, a diretoria alvirrubra anunciou quatro dispensas no elenco. Três por más condições técnicas e uma por lesão. Os meias Zé Carlos, Márcio Tinga e Francismar foram dispensados por não terem agradado à comissão técnica. Já o atacante Bruno Veiga vai precisar fazer uma cirurgia no ombro e como não tem previsão de retorno foi devolvido ao Fluminense, clube a qual pertence. A decisão foi tomada em comum acordo de dirigentes e comissão técnica.

E para piorar o clima nesta sexta-feira, 06, surgiu a notícia de que um grupo de jogadores teriam participado de uma festa logo após a derrota para o Guaratinguetá-SP por 1×0 no dia 29 de outubro. E um desses jogadores teria apostado com alguém que o Náutico seria rebaixado. A diretoria está averiguando a veracidade da informação e promete punir o atleta cujo o nome já é de conhecimento dos diretores. “Essa informação chegou para a diretoria e vamos apurar. Temos pressa em saber exatamente tudo o que houve. Mas só vamos tomar posicionamento depois que tudo estiver bem apurado. Se houve realmente essa aposta, é uma acusação séria, e as providências serão tomadas”, afirmou o diretor de futebol do Náutico Armando Ribeiro.

Opinião do Blog

As dispensas são justificavéis. Zé Carlos foi peça importante no Náutico no estadual e no início da Série B. Mas jogou muito tempo improvisado e também já havia um bom tempo que não rendia. Foi afastado por Roberto Fernandes e agora dispensado. Francismar teve poucas oportunidades com o técnico atual do Náutico. Nunca agradou com seu futebol e não mostrou para que veio. Márcio Tinga teve várias chances, mas não apresentou muita qualidade e também mereceu ser dispensado. Já Bruno Veiga teve algumas chances com Gallo, mas assim como os outros não rendeu o esperado.

Quanto à polêmica da festa ou churrasco ela tem que ser bem apurada. Mas a diretoria tem que ter cuidado e evitar que esse tipo de polêmica vaze com tanta facilidade. O Náutico precisa de tranquilidade nesta reta final. O jogador que fez a aposta tem que ser punido e dependendo da forma até dispensado. Mas o ambiente não pode ser conturbado repleto de confusões. Se existe um jogador que aposta na própria derrota do clube é porque não está com interesse em jogar pelo clube. E quem não está afim de ajudar tem que sair mesmo. Com todo o respeito aos jogadores, mas o Náutico é o mais importante neste momento. E o time precisa sair da posição inconviniente que se encontra neste momento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: