Náutico vence o Ypiranga

O Náutico conquistou sua quarta vitória seguida no Campeonato Pernambucano de 2011. Na noite desta quarta-feira, 02, o timbu venceu o Ypiranga por 2×1, nos Aflitos. O Resultado fez o time alvirrubro subir para o 3º lugar com 17 pontos ganhos. Já o Ypiranga segue sua saga na competição e sofreu sua quinta derrota consecutiva. O time de Santa Cruz do Capibaribe ocupa a 11ª colocação com apenas quatro pontos ganhos.

O Náutico teve dificuldades para atacar nos minutos iniciais. O timbu tentava se impor, mas encontrava um Ypiranga preparado para se defender. Um chute de Aílton por cima do gol pelo Ypiranga e um chute cruzado de Fláve bem defendido por Alberto marcaram os dez minutos iniciais. O Náutico resolver apertar um pouco e pressionou até fazer o gol. Primeiro aos 13 minutos, Alberto tirou um cruzamento e no rebote Eduardo Ramos chutou em cima da zaga. Dois minutos depois vei o primeiro gol alvirrubro. Aírton cruzou, Ricardo Xavier ajeitou para Bruno Meneghel que foi travado pela zaga. No rebote William chutou de primeira colocado para o fundo das redes. O Ypiranga não se intimidou e respondeu imediatamente. Aos 16 minutos, Felipe Espada entrou na área e de frente para Gledson chutou na rede pelo lado de fora. Aos 19 minutos Nino Guerreiro acertou uma cabeçada que passou perigosamente perto da trave do goleiro alvirrubro.

Com um bom toque de bola e tendo equilibrado o jogo, o Ypiranga conseguiu empatar a partida aos 32 minutos. Aílton fez grande jogada, driblando dois zagueiros e tocou para Renato que desviou, antes da zaga, para o fundo do gol e fez 1×1. O Náutico demorou para reagir e conseguir acabar com o toque de bola envolvente do Ypiranga. Só aos 42 minutos é que o time alvirrubro chegou ao gol. Após um corte da zaga a bola sobrou para William. Na entrada da área o meia chutou, a bola passou por todo mundo e foi para o fundo do gol. Mas o assistente Marcelo Neves anulou o gol alegando impedimento de Bruno Meneghel que tentou desviar a bola na pequena área. Entretanto o gol foi mal anulado para desespero dos alvirrubros que foram para o intervalo lamentando o fato de não estarem à frente do placar.

O Náutico voltou mais disposto e quase desempata o jogo no primeiro minuto. Bruno Meneghel foi lançado na área e tentou encobrir Alberto. Mas o goleiro do Ypiranga fez uma grande intervenção. A bola ainda sobrou para Ricardo Xavier que chutou por cima do gol. O jogo seguiu em um ritmo fraco. O Ypiranga aparentava um certo cansaço e só assustou aos 13 minutos em uma cabeçada que foi seguramente defendida por Gledson. O Náutico saiu do sufoco aos 17 minutos. Derley levou vantagem em um lance de falta, entrou na área e chutou. Alberto espalmou e a bola sobrou para Bruno Meneghel que, mesmo caído, tocou de letra para dentro do gol e fez 2×1 para o Náutico.

O timbu quase amplia e define o jogo aos 20 minutos. William recebeu pela esquerda e cruzou, Ricardo Xavier completamente livre na área chutou por cima da barra. Aos poucos o Náutico foi controlando o jogo. As alterações foram surtindo efeito e o time administrou bem a vitória. O Ypiranga só conseguiu imprimir um ritmo mais forte nos minutos finais. Mas o lance mais perigoso foi um chute cruzado de Gil, aos 44 minutos, que Gledson defendeu com segurança. E o Náutico segurou a vitória que lhe fez subir na tabela de classificação.

 

Opinião

Resultado justo. O Náutico teve muitas dificuldades e apesar da partida ter ficado equilibrada em boa parte, o timbu mereceu a vitória por ter sido mais eficiente. Finalizando mais, a equipe alvirrubra chegou muito perto do gol com uma frequência maior. Não foi o mesmo Náutico dos últimos jogos. Caiu um pouco a qualidade de futebol apresentado. Mas o time soube ter controle e segurar bem o adversário. Foi uma importante vitória que deixa o timbu empolgado e próximo dos líderes.

O time precisa aprimorar alguns aspectos. É fato que teve desfalques e que a falta de entrosamento seria maior. Mas precisa de jogadores que saibam substituir os titulares de uma forma melhor nas laterais. De novo, Derley foi o destaque do time. Voltou a mostrar muita raça e qualidade com a bola nos pés. Comandou o meio alvirrubro e se saiu bem quando foi improvisado na lateral. O time ainda precisa evoluir, mas tem muito tempo pela frente até as semifinais. A vitória foi o mais importante.

Destaque para a arbitragem que por pouco não interferiu no resultado final da partida. O Náutico teve um gol mal anulado pelo assistente Marcelo Neves. Este mesmo errou outros dois lances. Em um deles o atacante do Ypiranga iria sair cara a cara com Gledson. Para a sorte dele o Náutico venceu, caso contrário a bronca seria maior. O Árbitro cometeu alguns erros em marcação de falta e não distribuição de alguns cartões, mas não teve culpa no lance do gol, pois dependia de seu asssitente. Perguntar não ofende: Até quando vamos ter que ficar falando de erros graves da arbitragem? Até quando teremos erros que podem influenciar nos resultados de partidas importantes?

 

Na próxima rodada o Náutico vai encarar o Central, em Caruaru. Já o Ypiranga joga contra o América no estádio Otávio Limeira, em Santa Cruz do Capibaribe. Ambos os jogos acontecem às 16hs de domingo, 06.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: