Clássico dos Clássicos termina empatado

O Primeiro clássico dos Clássicos de 2011 terminou empatado. Na Batalha pelo hexa, Sport e Náutico não passaram do 1×1 na Ilha do Retiro. O resultado deste domingo, 13, fez o Leão subir para o 6º lugar com 15 pontos conquistados. Já o Náutico segue na 4ª posição tendo 22 pontos ganhos.

O Primeiro tempo foi equilibrado e com poucas chances claras de gol. O Sport assustou nos primeiros segundos de jogo em um chute de Wellington Saci que passou perto do gol. O Náutico tocava a bola com mais qualidade, mas não finalizava. O timbu teve que fazer uma alteração logo aos 14 minutos. Walter se machucou e deu lugar à Jorge Felipe. Entretanto, foi o Sport quem voltou a chegar com perigo em um lance polêmico. Ciro driblou três zagueiros e quando entrou na área foi derrubado por Derley. Antonio Hora Filho errou e não marcou pênalti. O Chute mais consistente do Náutico veio com Ricardo Xavier aos 28 minutos, Magrão segurou firme. E o atacante alvirrubro acabou abrindo o placar no último minuto de jogo. Após lançamento de Eduardo Ramos, Ricardo Xavier deu um voleio, a bola tocou na grama na frente de Magrão e foi para o fundo do gol. O Náutico saía para o intervalo na vantagem.

Logo no começo do segundo tempo o Sport mostrou reação. Nilson falhou na saída de bola, Tobi roubou e lançou Alessandro que foi derrubado na área por Jorge Felipe. Desta vez Antonio Hora Filho marcou o pênalti. Aos quatro minutos, Alessandro cobrou forte e no meio do gol, sem chances para Gledson. O Náutico respondeu no minuto seguinte e teve um gol anulado. Derley chutou e Bruno Meneghel, em impedimento, desviou para as redes. Com a manutenção do empate o jogo tendia para o equilibrio. Mas acabou sendo dominado pelo Sport. O time rubro-negro era mais objetivo e investia mais ofensivamente.

Aos 15 minutos, Dutra cruzou e Thiaguinho chutou cruzado para grande defesa de Gledson. O Goleiro alvirrubro voltou a salvar o time aos 38 minutos. Dutra chutou e Gledson fez uma defesaça para escanteio. O Sport perdeu outra chance no minuto seguinte quando Montoya desviou escanteio cobrado por Fabricio e ninguém apareceu para chutar, Gledson defendeu. O Náutico teve uma grande oportunidade no último lance do jogo. Aos 46 minutos, Eduardo Ramos cobrou falta e a bola sobrou para Everton Luiz, livre, mas o zagueiro chutou em cima de Magrão. Era a defesa para garantir o empate.

 

Opinião

O Clássico não teve um futebol tão bom tecnicamente. O Primeiro tempo foi bastante equilibrado e o Náutico saiu vencedor por um detalhe no último lance. No segundo tempo o Sport foi mais time. Mesmo sem muita qualidade e sem um meio de criação, o time rubro-negro jogou com raça e dominou o jogo. Mais objetivo, o Sport esteve muito próximo de virar a partida. O Náutico só assustou no último lance do jogo. Por isso se um time merecesse a vitória, este time era o Sport. Entretanto o empate apesar de ruim para ambos veio a calhar com o clássico.

O Sport deve fazer algumas mudanças durante esta semana. Hélio dos Anjos usou o jogo para analisar mais alguns jogadores. Montou a equipe com uma retranca consistente. Uma marcação eficiente que anulou os principais jogadores do Náutico. No segundo tempo Hélio soltou mais a equipe em busca da vitória com a entrada de Elvis e Fabricio. Pela avaliação feita no clássico ele deve promover algumas dispensas e pedir com urgência reforços para o time. O Que ficou claro é que o time precisa de um meia de criação como estamos falando desde as primeiras rodadas. Este empate apesar de ruim pode ser um divisor de águas para o Sport que pode engatar uma reação a partir de agora.

O Náutico entrou mais ofensivo táticamente. Entretanto teve dificuldades para furar o bloqueio do Sport. O time até se comportou de uma forma boa na primeira etapa. Mas no segundo tempo se perdeu com a saída de Jeff Silva e a sobrecarga em cima de Eduardo Ramos. Roberto Fernandes demorou para fazer a última alteração do time. O Náutico ainda tem muito que evoluir se pegar um time mais qualificado que o atual time do Sport vai ter dificuldades até para conseguir um empate. É um time competitivo, mas precisa de mais ousadia e qualidade ofensiva. Com as peças que tem pode se arrumar e alcançar esses dois objetivos técnicos.

A arbitragem do clássico foi polêmica. Além de erros normais em marcações de faltas, escanteios e lances normais, o juiz e seus assistentes errarm em lances cruciais. O Sport acabou sendo o mais prejudicado. Um pênalti claro em cima de Ciro não foi marcado quando estava 0x0. E na segunda etapa três impedimentos foram assinalados de forma errada. Claro que esses lances citados poderiam não ter resultado em gol, mas as regras devem ser devidamente aplicadas e o quadro de arbitragem da FPF precisa ser mais qualificado.

 

Na próxima rodada o Sport encara o América no Ademir Cunha, em Paulista. O Náutico vai até Petrolina encarar o time de mesmo nome no estádio Paulo Coelho. Ambas as partidas acontecem às 21hs de quarta-feira, 16.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: